Nos últimos 30 dias recebemos grupos de viajantes que fogem do padrão comum de quem se aventura pelo Marrocos. Durante o carnaval assessoramos a viagem da Fernanda Floret, blogueira do Vestida de Noiva e Vestida de Mãe. Ela veio acompanhada do marido e filho, o delicioso Nicolas. Durante a estadia deles por aqui, a Fernanda fez questão de esclarecer em suas redes sociais o quanto era possível – e agradável, viajar para um destino considerado exótico com um bebê de um ano e onze meses. Assim que eles foram embora (sem antes deixar uma baita saudade!) recebemos as queridas Suzana Resstom e na sequência a Cla Pessoa. Ambas vieram sozinhas e contaram com todo nosso apoio, tanto no dia a dia, como no apoio mental de que, se a viagem for planejada, não existe perigo em ser uma mulher viajante em terras marroquinas.

O objetivo desse post é esclarecer em quatro argumentos o quanto o Marrocos é seguro para todos. Quem disse que não dá para conhecer a região com criança pequena, viajando sozinho ou sendo mulher, não conhece o que a Morocco Imperial Bike tem a oferecer!

Post11_Morocco

1- Como bem ressaltou a nossa amada Fernanda Floret, em qualquer lugar do mundo existe criança, portanto não existe isso de lugar mais adequado do que outros para os pequenos. O que existe é planejamento e isso a viagem da Fernanda ao Marrocos teve de sobra. Assim que ela nos contratou para sermos os receptivos da família, pedimos a ela uma agenda com a rotina de cuidados com o Nicolas, para que pudéssemos montar os roteiros de acordo com os horários de sono e refeição que ele está acostumado. Dessa maneira, evitamos momentos de stress desnecessário por sono, fome ou alteração da rotina, o que deixou a viagem muito mais gostosa para os pais e para o bebê.

2 – Diferenças culturais e de alimentação não são sinônimos de risco para a saúde e muito menos de insegurança durante a viagem com filhos pequenos. Mais uma vez, o planejamento faz toda a diferença, assim como o respeito ao tempo e à rotina das crianças. Em todos os restaurantes, mesmo os mais típicos, é possível pedir pratos simples, como omeletes, legumes e saladas. Com paciência também é possível tornar a experiência mais rica, apresentando à criança sabores desconhecidos até então. Se ela curtir, ótimo! Se ela não gostar, o menu já planejado antes irá se encarregar de matar a fome.

3 – Vai viajar com crianças? Invista em um ótimo hotel. De todas as diferenças entre viajar com ou sem crianças essa é a que a Morocco Imperial Bike mais ressalta. Ao escolher o hotel, o ideal é não satisfazer apenas às vontades e necessidades do casal, mas levar em conta também o que é interessante para crianças. Hotéis com piscina, jardins, quartos confortáveis e serviços 24 horas salvam a vida naquele dia em que o bebê acorda um pouco resfriado, ou que não está muito disposto a enfrentar novas aventuras. Mais uma vez, se você estiver hospedado em um lugar confortável, não vai se importar em passar uma tarde na piscina ou pedir o jantar no quarto.

4 – Não são só casais com filhos pequenos que se sentem inseguros (sem necessidade!) em vir ao Marrocos. Mulheres sozinhas ou em grupos só de mulheres também costumam ficar receosas. Nossa dica: venha de coração aberto, disposta a novas aventuras, mas nunca, nunca deixe de contratar um serviço de guia para toda a viagem. E se quiser viver os dias mais felizes, seguros e independentes da sua vida, venha com a Morocco Imperial Bike. Com a gente você vai pedalar, sair à noite, pegar estrada, conhecer o deserto e tudo mais o que quiser fazer!