Quando se fala no Marrocos, qual a imagem vem primeiro a sua cabeça? Aposto que é o deserto. Ou deserto com camelos. Ou deserto, camelos e um lindo nascer do sol. Este é o sonho padrão para a maioria das pessoas que querem viajar para cá e a gente garante: esse sonho pode estar mais próximo do que muitos imaginam.

Para incluir uma noite no deserto do Sahara em seu roteiro, nossa sugestão é que você reserve três dias da sua viagem pelo Marrocos para isso. A distância para chegar à região, saindo de cidades como Marrakech e Casablanca é longa, por isso o planejamento de tempo. Se você tiver esses dias disponíveis, prepare-se para viver momentos lindos, quentes e inesquecíveis.

A primeira vez que fizemos essa viagem nosso cérebro custou a acreditar no que nossos olhos estavam vendo. É realmente um outro mundo e a imagem do Sahara, principalmente durante o nascer e o por do sol, emociona e impacta para sempre. Para que tudo seja inesquecível apenas para o lado positivo, a gente sugere que você faça essa trip com uma agência especializada, como a nossa. Dá para organizar um roteiro esse sozinho? Dá. A gente recomenda? Não. Isso porque cruzar estradas, com o risco de ser parado por policiais que só falam em árabe, com destino a uma região do país em que poucos turistas se aventuram a ir sem guia e, portanto, não é muito amigável a quem não conhece a região não me parece uma boa ideia.

O roteiro que preparamos para levar nossos clientes possui toda a estrutura necessária para fazer com que essa seja uma das grandes experiências da sua vida. Para você entender do que estamos falando, vamos aos detalhes dessa viagem!

Há duas maneiras de chegar ao deserto: de carro ou de avião de hélice. Essa é a primeira coisa a saber. Pessoas como eu, que têm medo de avião, precisam se preparar para isso! Porém, saindo de Casablanca, em apenas 1h10 você chega lá. E o voo é tranquilo, o avião não é tão pequeno, cabe cerca de 100 pessoas. A primeira noite você passa em um hotel, já que os voos são tarde da noite, tipo 22h. Na manhã seguinte, um carro 4×4 te leva para o deserto, passando por estradas onde o cenário das 1001 noites começa a aparecer. É um infinito de areia por todos os lados, com uma estradinha estreita no meio, alguns carros e caminhões indo e vindo. Parece que está ligando nada a lugar nenhum, sabe?

No nosso roteiro, passamos por um pequeníssimo vilarejo de nômades, onde uma família de umas 10 pessoas, no máximo, vive já no começo do deserto. Além do vilarejo, visitamos uma fábrica de fósseis. Aquela região, há 6 milhões de anos, era oceano, que com o movimento da terra, acabou desaparecendo. Porém, a sedimentação da terra manteve fósseis de várias espécies. Empresas da região extraem das montanhas esses fósseis e transformam as pedras em diversos artigos de decoração, móveis, pias, pratos etc. É bastante surreal olhar uma mesa de pedra com lulas, camarões e outras espécies que ali viveram e pensar que há tanto tempo estava tudo embaixo d´água e que não são desenhos, pinturas, são realmente parte da história, de uma forma extremamente palpável.

Saindo da visita à loja de fósseis, paramos para almoçar já no deserto, em tendas adaptadas como restaurantes. Para você ter ideia do menu: nas muitas vezes em que fomos, nos serviram uma incrível salada, espetinhos, batatas, bebidas frescas e extremamente geladas e frutas. Quando sua comida chega é algo surreal de acreditar, porque ao redor não existe nada. Difícil imaginar de onde vem toda essa estrutura.

Depois dessas visitas, entramos no desertão mesmo. Aquele sem saída, onde você só vê areia, dunas, areia, dunas, areia, dunas, camelos e lindas tendas. Passeamos de camelo para ver o por do sol das dunas mais altas e, ao anoitecer, chegamos ao acampamento. As tendas são totalmente fechadas, protegidas do vento e da areia, com tapetes por todos os lados, banheiro com vaso sanitário mesmo, pia, chuveiro, cama de casal ou solteiro, mesa de jantar, cadeiras, buffet para você se servir nas refeições, tudo!! E as refeições são feitas sob medida.

O café da manhã é bastante completo, com bolos, pães, queijo, iogurte, café. Não falta nada! Na manhã seguinte, voltamos à nossa base, ao hotel, após um passeio de 4×4 com MUITA emoção pelas dunas e seguimos de volta para a cidade onde você estará hospedado.

Que tal, pronto para viver uma noite à la Sherazade?