Se você planeja ir à Espanha ou Portugal em suas próximas férias, considere com carinho incluir o Marrocos no roteiro.

Muita gente não se dá conta da proximidade geográfica entre os três países e perde essa oportunidade incrível. Para nós da Morocco Imperial Bike existem mais de mil motivos para incluir ao menos uma cidade marroquina em seu roteiro, mas só para começar, listamos dez pra você não dizer a gente não te avisou. 😉

1- Proximidade geográfica

É possível voar de Lisboa à Casablanca ou à Marrakech tão rápido quanto se vai de São Paulo ao Rio e com ótimas promoções de passagens. Em companhias  lowcost dá para encontrar tarifas por R$ 99, por exemplo. Se o seu destino for a Espanha, voos diretos saem de Madrid e Barcelona para Marrakech e Casablanca e, para quem não tem pressa, uma boa aventura pode ser pegar um ferrybolt em Tarifa, balneário espanhol e desembarcar em Tanger, no Marrocos, em menos de 45 minutos.

2- Influência Cultural

Incluir o Marrocos em seu roteiro pela Espanha ou Portugal é um complemento e tanto na experiência cultural que você irá viver. A influência do mundo árabe na Andaluzia e na parte sul de Portugal é enorme e você irá se surpreender fazendo pessoalmente essa comparação. A ligação com os mouros pode ser notada na astronomia, a arquitetura, nos jardins internos e na religião.

3- Comida

Se você é do tipo que viaja para comer bem, o Marrocos não pode faltar no seu roteiro. O mais legal de viajar para países diferentes é poder transitar por diferentes culturas ao sentar-se à mesa. Imagina que incrível uma viagem que transite pelo bacalhau com batatas, tapas espanholas e tajines marroquinos?

4- Praias

O Algarve, litoral português, concentra as praias mais lindas do planeta e se você deseja estender seus mergulhos, cidades como Al Hoceima, Essaouira, Targhazout, Dakhla, Nador, Agadir, estão entre as opções marroquinas. No verão, algumas cidades como Al Hoceima e Essaouira fervem de pessoas de todo o país e da Europa também. Para o surf, alguns points são muito procurados no outono e no inverno quando as ondas aparecem com força.

5- Moda

As capitais européias são sempre inspiradoras para quem ama moda, com milhares de opções de lojas e brechós incríveis. O Marrocos, no entanto, deixa qualquer fashionista de queixo caído. A casa onde viveu Yves Saint Laurent é parada obrigatória em Marrakech, assim como os souks, mercados típicos marroquinos, repletos de lenços, kaftans e muitos outros acessórios maravilhosos.

6- Esportes

Portugal e Espanha são destinos conhecidos para quem inclui roteiros de bike na viagem. Se essa é a sua praia, o Marrocos pode ser uma ótima opção para continuar as pedaladas. A Morocco Imperial Bike oferece roteiros que passam por trilhas, estradas, cidades, tudo sobre duas rodas. Se você nunca se imaginou pedalando com as montanhas do Atlas ao fundo, está na hora de rever isso aí.

7- Deserto

Todo mundo deveria viver a experiência de dormir uma noite no deserto. O cérebro custa a realizar o que os olhos veem. É um cenário tão distante do Brasil que realmente parece que foi montado ali para que você se sinta dentro de um filme, mas é tudo real.

8- Gentileza

Enquanto Portugal e Espanha nos fazem nos lembrar de nossas origens, o Marrocos nos apresenta um povo totalmente novo para nós brasileiros. Muito além das diferenças culturais, o que marca mesmo o povo marroquino é a gentileza. Esbarramos com pessoas gentis e dispostas a ajudar em todos os cantos. Há uma lenda do muçulmano ser fechado, olhar torto para os estrangeiros que não se vestem como eles, mas isso não existe. Há uma certa timidez de vez em quando, mas não uma grosseria ou descaso. Eles amam receber e recebem muito bem.

9- Ótimos hotéis

Você pode escolher se prefere ficar em um riad típico, com um jardim a céu aberto no meio do hotel, com serviço impecável, comida deliciosa, ou em um hotel 5 estrelas moderno com tudo de melhor que encontra nos hotéis europeus, americanos ou brasileiros, ou ainda em um hotel 3 estrelas muito bem organizado, com ótima comida, quartos espaçosos. Se nenhuma dessas opções agradar, no Marrocos também há opções de hostel limpo e arrumado e com arquitetura bem típica também. E todos com preços bem convidativos!

10- Montanhas

O Atlas é realmente uma região linda. A porta de entrada principal é Marrakech. Aliás, Marrakech tem um plano arquitetônico que não permite construções acima de 70m de altura, o que permite que você veja o Atlas de diversos pontos da cidade, sendo que ele está há cerca de 60km de distância. Na montanha, no inverno, temos neve e estações de ski. Nas outras estações, passeios a cavalo, camelo, bicicleta e muitos montanhistas procuram a região para grandes trekkings até o cume do Jbel Toubkal, o ponto mais alto do país, na cordilheira do Alto Atlas, com mais de 4 mil metros de altitude.